Notícias


Agrishow amplia espaço para tecnologia, de olho na melhoria do solo


A 25ª edição da Agrishow (Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação) começa no próximo dia 30 de abril. A feira ainda tem como ponto forte a apresentação de novidades em máquinas e equipamentos, mas ganha força a divulgação de ações tecnológicas com foco no ganho de produtividade no campo.

Tanto que os organizadores apontam uma busca maior por informações a respeito de sementes, defensivos e corretivos agrícolas. Ao mesmo tempo, o espaço para as startups brasileiras será ampliado – na perspectiva de que uma em cada duas formuladoras de tecnologia tem como principais clientes o pessoal do agronegócio.

A feira ocorrerá até o dia 4 de maio, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. “Grande parte dos expositores e os mais de 150 mil visitantes estão permanentemente de olho no comportamento dos preços dos produtos no mercado internacional. O avanço no valor das commodities ocorre nos últimos meses, mas o ganho de produtividade precisa estar presente no agronegócio brasileiro”, afirma o presidente da Agrishow, Francisco Maturo.

“O setor de insumos agrícolas está atrelado ao plantio com tecnologia, mas nem todos os produtores despertaram para essa necessidade”, declara. Para o presidente da Agrishow, a percepção muitas vezes reduzida compromete os resultados, como acreditar na produtividade sem preparo do solo. “O Brasil não tem as melhores terras do mundo”, lembrou.

Demonstrações de campo estão programadas, conta Maturro. O público deve ser 10% maior do que na edição anterior. A estimativa é que os negócios subam de 5 a 8%.

Para o presidente da Abracal, Oscar Alberto Raabe, a questão da produtividade precisa estar na pauta. “Há espaço para que possamos produzir sem precisar ampliar a área plantada”, conta Raabe. Esse salto está cada vez mais atrelado à tecnologia, e a correção do solo com a aplicação, por exemplo, de calcário, se mostra decisiva.

“O Brasil consome cerca de 30 milhões de toneladas anuais de calcário. Poderíamos estar na casa dos 60 milhões”, estimou o presidente da Abracal. Maturro compartilha da mesma opinião, citando os ganhos que setores alguns setores tiveram ao investir em tecnologia, como foi o caso da produção de laranja.

Entidades do agronegócio são os organizadores da feira, como as associações brasileiras do Agronegócio (Abag), da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), e da Difusão de Adubos (Anda), além da Sociedade Rural Brasileira e Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo.

Elas estão de olho nos negócios no mercado interno e também no externo. A expectativa é de que dirigentes agrícolas de mais de 70 países visitem a Agrishow. O atendimento a esses mercados depende, entre outros, do plantio em um solo corrigido.


Data: 03/04/2018
Fonte: Assessoria de Imprensa - Abracal
Voltar


Rua Comendador Rheingantz, 50/202
Bairro Auxiliadora - CEP 90450-020 - Porto Alegre - RS
Telefone (51) 3330-7765 / 3330-0037
Fax (51) 3330-7765
E-mail: abracal@abracal.com.br