Notícias


4 experiências sobre o solo, e a terra "ruim" que hoje produz milho


O site da Abracal traz hoje quatro experiências sobre a relação do agricultor com o solo. Uma delas é muito boa para quem anda desanimado com a produtividade e as condições da terra. Relata a ação de um agricultor de São Luiz Gonzaga (RS), que acreditou na correção da acidez. Executou e repetiu a calagem, obtendo, a partir disso, 200 sacas de milho por hectare.

Outra experiência aponta necessidade de melhores estratégias para negociar a safra. Também há dicas sobre tecnologia no campo.

Confira:

. Alumínio desafiava, e o calcário que salvou

O solo era chamado de "ruim" pelos produtores. O alumínio presente prejudicava as culturas, ao gerar compactação no solo.
Porém, o calcário veio para alterar esse cenário em São Luiz Gonzaga, no Rio Grande do Sul. O agricultor Disraelli Beber relata que o uso planejado e contínuo do corretivo gerou a produção que supera 200 sacas de milho por hectare.

Foram 3 anos colocando calcário no solo, segundo conta ao Canal Rural. Clique aqui e assista ao vídeo.

. Rondônia: ajuda no frete beneficia até piscicultores

Os produtores de Nova Mamoré (Rondônia) receberam recentemente mais uma carga de calcário, através de emenda destinada pelo deputado estadual Airton Gurgacz. A emenda garante o transporte do produto desde a jazida, localizada em Espigão do Oeste, até Nova Mamoré.

A ação beneficia pequenos agricultores do município. Também ajuda piscicultores que fazem a correção do pH da água dos tanques e açudes. [Leia aqui].

. Cana: tecnologia ajuda nos resultados

As ferramentas digitais estão se tornando imprescindíveis nos canaviais.

"O monitoramento agrícola aéreo no setor canavieiro é fundamental para uma boa aplicação dos defensivos, garantindo, assim, que o canavial expresse todo o seu potencial. Apenas com essa ferramenta, o produtor obtém informações sobre aplicações, sobreposição, desperdício e áreas de acerto e falha durante o manejo da cultura", afirma Fernando Rossetti, da Perfect Flight, startup no segmento no Brasil.

A safra paulista de cana 2016/17 registrou alta de 2,6% ante o ciclo anterior. Os números poderiam ser melhores com o monitoramento, diz Rossetti. [Veja aqui].

. Faltam estratégias de comercialização da produção

Produtores brasileiros não adotam estratégias definidas de comercialização agrícola, o que coloca em risco suas margens de lucro, aponta o relatório Agri Focus, divulgado pelo Rabobank.

Uma das práticas questionadas pelo Rabobank é o adiamento da venda da soja para o segundo semestre, esperando preços mais altos. Mas o aumento nem sempre ocorre.

[Clique aqui].


Data: 19/03/2018
Fonte: Assessoria de Imprensa - Abracal
Voltar


Rua Comendador Rheingantz, 50/202
Bairro Auxiliadora - CEP 90450-020 - Porto Alegre - RS
Telefone (51) 3330-7765 / 3330-0037
Fax (51) 3330-7765
E-mail: abracal@abracal.com.br